A Laila tem um jeito leve de ver e levar a vida. Leveza essa que contagia e nos faz repensar os nossos próprios comportamentos. Ela usa essa conexão para expressar seus talentos através do trabalho e, hoje, apoia a transformação cultural das organizações.

Mas, não poderíamos apresentar a Laila melhor do que ela mesma. Sabemos que ela poderá conduzir muito bem essa conversa com você, então, melhor deixar que ela fale. Olhe o que ela escreveu:

“Olá, tudo bem por aí? 🙂

Normalmente é assim que começo meus textos. E, por aqui, não poderia ser diferente. Afinal, esse tom de comunicação diz muito sobre mim (eu acho!).

Sou a Laila. Uma pelotense de alma, portoalegrense de coração. Moro aqui há 6 anos. Saí do interior para a capital em função de trabalho. E, também, foi aqui que ressignifiquei essa parte da minha vida.

Em 2014, poucos meses depois de chegar por aqui, comecei a questionar o que eu estava fazendo com os meus talentos. E com aquilo que escolhi para ser a tônica da minha profissão: a comunicação. Sou publicitária de formação e, na época, eu trabalhava na área de marketing de uma grande corporação. Presenciava, quase que diariamente, conflitos e ruídos em função da falta de conexão dos colaboradores com seus líderes.

Todos esses movimentos me despertavam cada vez mais interesse no comportamento humano. Afinal, o que acontece conosco que, muitas vezes, nos relacionamos de um jeito torto uns com os outros?

Movida pela inquietação, por muitos incômodos e vontade de trabalhar com algo que fizesse sentido, mergulhei em um processo de autodesenvolvimento. Fiz coaching, voltei para a terapia, olhei para mim. Estudei neurolinguística, neurociência e inovação. Depois de um ano nesse movimento, dei o passo mais importante: pedi demissão.

Já sabia o que eu queria fazer, mas não sabia como. O que eu queria era me voltar para as pessoas: usar a comunicação como ferramenta que potencializa grandes transformações. Na busca de como organizar essa minha intenção encontrei o Programa Germinar, um processo voltado para o desenvolvimento de lideranças facilitadoras. No programa, descobri muito mais coisas sobre mim mesma, sobre as relações humanas e sobre o meu futuro profissional. Foi no quinto módulo do programa que eu e a Stela tivemos a ideia de criar a Laborama.

Em maio de 2017, esse novo empreendimento ganhou vida. Colocando como a principal intenção humanizar as relações de trabalho, através do diálogo e do aprendizado a partir de experiências reais. Em três anos, demos alguns passos importantes que nos fizeram crescer e consolidar nosso lugar de trabalho. Hoje, temos conosco duas pessoas que também fizeram parte do nosso Germinar: a Laura e o Gui (o meu marido :P).

Estamos em plena fase de amadurecimento. A cada dia, me entusiasmo mais com a possibilidade de apoiar organizações para serem palco de transformações sustentáveis em vários níveis. Olhando para as necessidades do negócio, das pessoas e do mundo.

Se você me conhecesse de verdade, saberia que eu sou uma libriana que adora conversar, conhecer gente nova e nutrir velhas relações. Por isso, se quiser saber mais sobre mim e sobre a Laborama, entra em contato. Vou adorar trocar uma ideia contigo! :)”

Gostou de conhecer a Laila? Então fique ligado em nosso blog e nas apresentações dos outros facilitadores. Estamos adorando essa troca!

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]

2 comentários em “Conheça nossos facilitadores: Laila Palazzo

  1. Oi Laila, participei de uma Palestra na Católica do germinar, foi muito legal.😊

    1. Laila Palazzo disse:

      Oi Carla, tudo bem? 🙂
      Que bom te ver por aqui, seja bem-vinda!
      Que bacana, obrigada por esse feedback! Foi aquela que eu fiz uma fala sobre temperamentos?

      Um abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *